voltar

Fibromialgia:  5 sintomas que você precisa estar atento!

Data de postagem 21/02/2024 | escrito por
Fibromialgia

Você já se sentiu constantemente cansado e com dores em diversas partes do corpo sem motivo aparente? Esses são alguns dos sinais da Fibromialgia!

Uma condição crônica que afeta milhões de pessoas ao redor do mundo e que, muitas vezes passa despercebida. A fibromialgia caracteriza-se por sintomas, como dor generalizada, fadiga, dificuldades cognitivas, distúrbios do sono e rigidez.

Compreender estes sinais é essencial para buscar o diagnóstico correto e o tratamento adequado junto a um profissional de saúde.

Este artigo desvenda os cinco sintomas principais da fibromialgia que você precisa estar atento. Continue lendo para descobrir como identificá-los e tomar as medidas necessárias para melhorar sua qualidade de vida.

Dor generalizada: o principal indicador da fibromialgia

A dor generalizada é o sinal de alerta que não podemos ignorar, especialmente quando se trata de fibromialgia. Esta condição afeta milhões de pessoas ao redor do mundo, afetando as suas vidas com dor constante e incapacitante, em algumas situações.

Mas o que realmente define a fibromialgia? Trata-se de uma síndrome caracterizada por dor crônica pelo corpo, acompanhada de fadiga, distúrbios do sono e sensibilidade em múltiplos pontos específicos ao toque. Esses sintomas se combinam, tornando o dia a dia um verdadeiro desafio.

E, embora a causa exata da fibromialgia permaneça um mistério, pesquisadores apontam para uma combinação de fatores genéticos e ambientais que levam à sensibilização do sistema nervoso central.
Isso significa que pessoas com fibromialgia têm uma percepção de dor amplificada, onde até um leve toque pode ser doloroso. Reconhecer esses sinais é fundamental para buscar ajuda e tratamento adequados.

A fadiga também debilita o paciente

E enquanto a dor pode ser o sintoma mais visível, a fadiga associada à Fibromialgia é igualmente debilitante, impactando significativamente a qualidade de vida.

Entender as causas dessa fadiga é o primeiro passo para combatê-la. Falta de sono reparador, descondicionamento físico e sensibilização do sistema nervoso central são os principais culpados.

Isso significa que o caminho para minimizar a fadiga envolve abordagens multifacetadas. Exercícios regulares, por exemplo, podem parecer contraintuitivos quando se está cansado, mas são essenciais para melhorar o condicionamento físico e reduzir a sensibilidade à dor.

Da mesma forma, gerenciar o estresse não apenas alivia a tensão mental, mas também pode melhorar a qualidade do sono, atacando diretamente duas das causas da fadiga.

Além disso, muitas pessoas encontram alívio por meio de medicamentos prescritos e apoio multidisciplinar, incluindo terapeutas e grupos de apoio. Cada indivíduo é único, e o que funciona para um pode não funcionar para outro.

Outros sintomas

Além da fadiga e dor generalizada, outros três sintomas comuns da fibromialgia são:

  • Dificuldades cognitivas: a fibromialgia pode causar problemas de memória, concentração e raciocínio. Esses sintomas são conhecidos como “nevoeiro cerebral” ou “fibrofog” e podem afetar a capacidade da pessoa de realizar tarefas diárias e tomar decisões.
  • Distúrbios do sono: pessoas com fibromialgia muitas vezes têm dificuldade em dormir, acordam frequentemente durante a noite e acordam pela manhã sem se sentirem descansadas. A falta de sono adequado pode agravar os outros sintomas da doença.
  • Sensibilidade extrema: a fibromialgia pode levar a uma sensibilidade aumentada à dor, bem como a estímulos externos como luz, som e odor. Isso significa que pode sentir dor intensa mesmo com toques leves ou estímulos que normalmente não seriam desconfortáveis para outras pessoas.

Lidar com a fibromialgia pode ser um desafio diário, principalmente quando se trata de conseguir uma boa noite de sono. No entanto, adotar estratégias adequadas pode fazer toda a diferença para melhorar a qualidade do descanso.

Tratamento

O tratamento da fibromialgia não segue uma única receita – é uma jornada personalizada. Envolvendo desde exercícios físicos adaptados para melhorar a mobilidade e reduzir a dor, até técnicas de gerenciamento de estresse e medicamentos específicos que atuam nos neurotransmissores.

A chave é encontrar o equilíbrio certo para cada paciente, permitindo uma vida mais plena e com menos dor. Entender a fibromialgia é o primeiro passo para vencer a batalha contra ela.

Leia também: Fibromialgia: como viver melhor!

Pilates clínico

O Pilates Clínico tem se destacado como uma abordagem terapêutica eficaz para pacientes que sofrem de fibromialgia. Os exercícios, focados no fortalecimento muscular, flexibilidade e controle do corpo, podem ajudar a melhorar a postura, aliviar a dor e reduzir a fadiga associada à condição.

Além disso, o Pilates Clínico oferece uma abordagem individualizada, adaptando os exercícios às necessidades específicas de cada paciente, promovendo assim uma melhoria na qualidade de vida e no bem-estar geral dos indivíduos afetados por essa condição debilitante.

A chave é encontrar um equilíbrio que não sobrecarregue o corpo, mas que ainda assim ofereça os benefícios da atividade física.

Leia também: Pilates: saiba os benefícios no processo de reabilitação

Conheça o Método Integrado Vincere®

Além de contar com Pilates Clínico para pacientes que vivem com fibromialgia, a Clínica Vincere também oferece uma evolução na fisioterapia e bem-estar, unindo técnicas tradicionais e inovadoras para um cuidado abrangente do corpo, o Método Integrado Vincere®!

Nossos profissionais capacitados se dedicam a compreender não apenas os desafios físicos enfrentados pelo paciente, mas também os impactos psicológicos associados à doença.

Cada aspecto do nosso método é cuidadosamente organizado para criar um plano de tratamento que atenda às suas necessidades únicas. Saiba Mais!