voltar

Fibromialgia: como viver melhor!

Data de postagem 17/01/2024 | escrito por
Fibromialgia

A fibromialgia é uma condição desafiadora que afeta a qualidade de vida de muitas pessoas. Seja você alguém que enfrenta dores crônicas ou luta contra dores recorrentes nas costas, este artigo é um convite para explorar estratégias que podem ajudá-lo a viver melhor. 

Essa condição é um desafio enfrentado por muitos, caracterizada por dor difusa, fadiga e alterações no sono. Ela não faz distinção de sexo ou idade, afetando pessoas em diferentes fases da vida. Manifesta-se principalmente entre os 30 e 60 anos, mas pode afetar pessoas mais velhas, crianças e adolescentes.

Compreendendo os sintomas da fibromialgia

A dor na fibromialgia é um sintoma central, caracterizado por uma sensação difusa no corpo, muitas vezes acompanhada por pontos específicos de intensa sensibilidade ao toque. Esses pontos dolorosos são uma manifestação única dessa síndrome, desafiando não apenas a capacidade física, mas também o bem-estar emocional. A complexidade da dor na fibromialgia vai além de uma simples sensação física, pois interage intrinsecamente com a saúde mental.

Além dos aspectos físicos, a fibromialgia apresenta desafios adicionais. O sono é frequentemente interrompido e tem sua qualidade comprometida, contribuindo para uma fadiga persistente e uma sensação constante de exaustão. Além disso, sintomas como alterações de memória, dificuldades de concentração, ansiedade e depressão podem se entrelaçar no cotidiano, demandando uma abordagem integrada para melhorar não apenas a experiência física, mas também a qualidade de vida mental.

Leia também: Sem dor e sem doença

O processo diagnóstico

O diagnóstico da fibromialgia é um processo clínico abrangente que leva em consideração a experiência única de cada pessoa. Ele se fundamenta em critérios específicos, como a presença de dor persistente em todo o corpo por mais de três meses e a identificação de pontos dolorosos específicos durante a avaliação médica.

Essa abordagem individualizada reconhece que a fibromialgia se manifesta de maneira única em cada paciente, considerando não apenas a natureza da dor, mas também os sintomas relacionados, como distúrbios do sono, fadiga e impactos emocionais.

No entanto, é fundamental destacar que o diagnóstico vai além dos critérios clínicos. O profissional de saúde, ao avaliar o paciente, busca compreender não apenas a intensidade da dor, mas também os desafios específicos que cada indivíduo enfrenta em sua jornada com a fibromialgia.

Essa abordagem não apenas valida a experiência do paciente, mas também contribui para um plano de tratamento personalizado, reconhecendo a singularidade de cada caso.

Entendendo as origens da fibromialgia

A fibromialgia é uma síndrome complexa, cujas origens ainda não foram completamente esclarecidas, mas algumas pistas começam a emergir no cenário da pesquisa médica.

Estudos recentes revelam que os indivíduos com fibromialgia apresentam uma sensibilidade exacerbada à dor, assemelhando-se a um “termostato” cerebral ou um “botão de volume” desregulado.

Esse desequilíbrio parece resultar na ativação intensificada do sistema nervoso, amplificando a percepção da dor em resposta a qualquer estímulo doloroso.

A manifestação da fibromialgia muitas vezes está associada a eventos significativos na vida da pessoa, como traumas físicos, eventos psicológicos impactantes ou até mesmo infecções graves.

Tipicamente, o quadro se inicia com dor localizada crônica, evoluindo para abranger diversas regiões do corpo. A razão pela qual algumas pessoas desenvolvem fibromialgia enquanto outras não permanece desconhecida.

É importante destacar que, atualmente, não se questiona a veracidade da dor experimentada pelos pacientes com fibromialgia. Avanços em técnicas de pesquisa, permitindo a observação em tempo real do cérebro em funcionamento, confirmam que os pacientes vivenciam genuinamente a dor que relatam.

Essa dor, porém, é singular, pois ocorre sem lesão aparente na periferia do corpo. Diferentemente do conceito tradicional de dor como um alarme de incêndio indicando uma ameaça real, na fibromialgia, esse alarme dispara sem justificativa, exigindo uma recalibração do sistema para restabelecer o equilíbrio necessário.

Caminhos para o bem-estar

Na busca por alívio, é importante destacar que o diagnóstico é apenas o primeiro passo. A fibromialgia não possui uma cura definitiva, mas diversas abordagens podem melhorar a qualidade de vida.

Tratamentos não medicamentosos, como fisioterapia, exercícios e acompanhamento psicológico, desempenham um papel importantíssimo. Cabe também ressaltar que apenas o medicamento sozinho não vai aliviar completamente a dor. Por isso, é importante vivenciar um processo de tratamento multidisciplinar.

O Método Integrado Vincere® é uma abordagem projetada para proporcionar uma vida saudável, sem concessões, especialmente para aqueles que enfrentam desafios como a fibromialgia.

Nossa metodologia não apenas alivia a dor, mas busca a excelência, permitindo que você mantenha uma vida ativa, cuidando do seu corpo de maneira preventiva, ajustada às suas necessidades e rotina.

Entendemos que o fim da dor e o retorno da função são apenas o ponto de partida do tratamento. Dentro de nossa abordagem, a fisioterapia contínua é fundamental para elevar os padrões de saúde e liberdade do paciente.

Utilizamos ferramentas como laserterapia, musculação e pilates, oferecendo (desinflamação ou redução de processos inflamatórios), analgesia, ganho de amplitude de movimento e força.

Nossa avaliação fisioterapêutica é abrangente, considerando histórico patológico, recomendações médicas, exames de imagem, avaliação postural e clínica de movimentos. Essas informações fundamentais orientam nossa estratégia de tratamento, seguindo uma cronologia lógica e objetiva para controlar a condição e prevenir novas ocorrências.

Na Vincere, desenvolvemos o Método Integrado para proporcionar não apenas alívio temporário, mas uma transformação duradoura na qualidade de vida, evitando o retorno das dores constantes. Clique aqui e marque uma consulta.